Cantoterapia

  •  
  • Cantar não é apenas uma das formas de expressão mais antigas do ser humano, mas também pode curar muitos males, garantem cada vez mais os médicos, que recomendam a prática do canto com regularidade, embora os estudos sobre seus efeitos benéficos do canto sejam recentes.

   Veja a reportagem feita com pesquisadores Japoneses

 

  • Até pouco tempo, não existiam estudos científicos a respeito do assunto, mas resultados de pesquisas recentes confirmam inclusive que cantar deveria ser receitado pelos médicos, afirma a doutora Gertraud Berka-Schmid, psicoterapeuta e professora da Universidade de Música e Artes de Viena.

 

  • A especialista critica pais e professores que tentam proibir as crianças de cantar porque não sabem, pois assim as privam de sua capacidade de personificação e o acesso à experiência do som.

 

  • “Isso faz com que a consciência da personalidade mude, reduzindo seu desenvolvimento, porque poder levantar a voz, ser ouvido, ser reconhecido e aceito é de importância vital para um ser eminentemente comunicativo como o ser humano”, afirma Berka-Schmid em declarações à revista de medicina austríaca Medizin Populär.

 

  • “Cantar é a respiração estruturada”, afirma a médica, explicando o efeito fisiológico da respiração abdominal - a mais profunda -, que prevalece quando se canta e que se transforma em massagem para o intestino e em alívio para o coração. Além disso, garante a doutora, essa respiração fornece ar adicional aos alvéolos pulmonares, impulsiona a circulação sanguínea e pode melhorar a concentração e a memória.

 

  • Na opinião da especialista, cantar é um ótimo remédio para os males específicos do nosso tempo, porque equilibra o sistema neurovegetativo e reforça a atividade dos nervos parassimpáticos, responsáveis pelo relaxamento do corpo.

 

  • Cantar gera harmonia psíquica e reforça o sistema imunológico, importantes frente a problemas tão freqüentes hoje, como transtornos do sono, doenças circulatórias e a síndrome de burnout - a exaustão emocional.

 

  • As conseqüências de um estímulo nervoso excessivo são típicas dos tempos atuais, afirma a especialista: as pessoas não aguentam os próprios impulsos, se isolam, se bloqueiam e paralisam ou acumulam agressividade. Por meio da voz, o ser humano é capaz de expressar seus sentimentos de tal maneira que pode se desfazer de uma série de más sensações.

 

  • Em algumas ocasiões, isso não é possível apenas falando normalmente e, por isso, o canto desempenha um papel essencial. Lembrando o ditado “quem canta, seus males espanta”, não há diferenças em cantar sozinho, em dupla, em coro ou no banheiro, assim como não importa se a pessoa desafine, garante Berka-Schmid.

 

  • O corpo é o instrumento de que dispomos para nos comunicar e jogar fora a ira acumulada. A respiração varia de acordo com as emoções, pois quem está agitado, por exemplo, tende a respirar de forma diferente de quem está triste.

 

 

  • Fala para que eu te veja”, frase que exprime bem que a voz é a expressão sonora da personalidade.
  • Quando a pessoa canta, está se revelando em vários aspectos, sua voz reflete seu interior. Mostra sua alma, a desnuda. É praticamente impossível se esconder. Quando sua laringe emite um som, a pessoa se revela.

 

  • Muitos já terão tido a experiência de, ao falar ao telefone saber exatamente como a pessoa do outro lado da linha está se sentindo.

 

  • A voz é uma carteira de identidade vocal - pessoal, e intransferível.
  • É impressão digital sonora do indivíduo.

 

  • Melhore a voz , trabalhe a voz, solte a voz e estará trabalhando, melhorando, soltando um individuo totalmente.

 

  • A voz é indício sonoro de uma personalidade que evoluiu , que se ajustou, que se adaptou, que cresceu, que se afirmou. É muito importante que cada ser humano encontre sua própria voz. É muito curioso constatar que inúmeras pessoas passam anos cantando e falando com uma voz artificial, que criam. Passam às vezes vários anos cantando com outro timbre, fazendo uma determinada voz, que não é a sua voz verdadeira. Tentam se esconder atrás de uma falsa voz.

 

  • Já sabemos que a voz e a personalidade da pessoa, são uma coisa só. A voz mostra quem é o cantor. conta tudo sobre ele.

 

  • Descobrir sua voz, seu timbre, sua extensão, é dizer que se descobriu como indivíduo. É se aceitar honesta e verdadeiramente. A partir daí então pode-se trabalhar a voz, dando-lhe todos os adjetivos - qualidade, volume, veludo, beleza, projeção, cobertura etc...

 

  • Encima de uma falsa voz, nada disso acontece. Não há trabalho que se desenvolva.
  • "A Música é a linguagem da espontaneidade, através dela expressamos nossos sentimentos e nos colocamos enquanto pessoa em um grupo.

 

  • Com o canto, a expressão vem de forma inteira, pois o corpo e a voz vão falar por sí.
  • Ser ouvido e ouvir a própria voz é uma forma de se colocar de forma prazerosa no mundo. "

 

  • Voz: um canal para a espiritualidade
  • "Através da vocalização de certas frequências sonoras, entramos em contato com a energia e atuação positiva que aquele som produz no universo e nos sintonizamos cada vez mais com altas frequências.
  • A voz revela a identidade e o caráter de um indivíduo. Está ligada diretamente ao emocional, a sua história.

 

  • É comum se encontrar pessoas com afonias nervosas, perda parcial ou total da voz ligadas a problemas emocionais, depressões, perdas, solidão, etc...

 

  • A voz retrata o emocional e quando a pessoa está em desequilíbrio, sua voz mostrará isto.
  • Através da vocalização, relaxamento e respiração, recupera a voz e o indivíduo como um todo.

 

  • Com o tempo, enquanto a voz vai melhorando, tornando-o apto a cantar, também se atinge uma maior tranquilidade, melhor saúde, mais autocontrole e calma.


Voz e canto (seja qual for), nos integra neste universo de som, luz e energia do qual fazemos parte. " 
-